Acreditamos ser necessário encontrar novas
formas de atuar, que priorizem o consumo
responsável, a ecoeficiência de operações e
produtos, a diversificação de matérias-primas
com destaque para as fontes renováveis e,
sobretudo, a viabilização de soluções
inovadoras para uma vida melhor e mais
sustentável.




A BRASKEM E A ECONOMIA VERDE

Para a Braskem, essa forma de ver o mundo e o desenvolvimento sustentável está alinhada às premissas da Comissão das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, que defende o fortalecimento do papel da iniciativa privada e da economia na busca da sustentabilidade. Esta Comissão elegeu a "Economia Verde" como um dos temas para aprofundar o debate na conferência da ONU sobre o desenvolvimento sustentável, que ocorreu no Rio de Janeiro em 2012, a Rio+20.

A fim de apoiar essa discussão, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP) lançou,
em fevereiro de 2011, o relatório "Towards a Green Economy (Rumo à Economia Vede)". A publicação define"Economia Verde" como "a economia que resulta na melhoria do bem-estar humano e na equidade social,enquanto reduz significativamente os riscos sociais e ambientais", ou a "economia de baixo carbono, comeficiente uso de recursos e socialmente inclusiva".

O relatório também apresenta um capítulo específico para tratar da contribuição da indústria, pois considera que esta tem "um grande impacto material na economia e no meio ambiente", e sugere os seguintes focos:

Melhoria no uso de recursos

  • Melhor aproveitamento de reservas minerais e de óleo e gás;
  • Menor geração de resíduos;
  • Estruturação de sistemas produtivos em ciclos (life cycle approach), favorecendo o reuso (remanufatura) e a reciclagem de materiais;
  • Melhoria da eficiência do uso de água ;
  • Ampliação da vida útil dos materiais;
  • Uso de fontes renováveis de matérias-primas;
  • Melhoria da eficiência energética;
  • Geração combinada de energia e calor.

Geração de empregos verdes

  • Principalmente nas cadeias de remanufatura e de reciclagem;
  • Promoção da inovação, com foco em tecnologias mais limpas e socialmente inclusivas;
  • Maior envolvimento do consumidor.

Esses focos são a base dos objetivos da Braskem para o desenvolvimento sustentável e reforçam a importância da contribuição da indústria química para o desenvolvimento sustentável. Para saber mais sobre os objetivos da Braskem para um desenvolvimento sustentável, clique aqui.